Compartilhamentos

Três vigilantes viraram reféns depois de um assalto frustrado ao depósito da Secretaria de Administração do Estado (Sead). Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram chamados para negociar a rendição do único bandido que ficou no lugar depois que dois comparsas conseguiram fugir. O assaltante tem 17 anos, e é acusado de matar outro vigilante no Bairro Marabaixo, Zona Oeste de Macapá.

O depósito da Sead fica na Rua Juscelina Ramos, esquina com a Avenida Chico Mendes, no Bairro Infraero, na Zona Norte de Macapá. Os bandidos chegaram por volta da 1h30min da madrugada desta segunda-feira, 18, armados com pistola, revólver e uma espingarda calibre 12. Eles também usavam coletes à prova de bala, provavelmente roubados em outra ação.  

Arma e colete usado por Urica. Fotos e reportagem: Jair Zemberg

Arma e colete usado por Urica. Fotos e reportagem: Jair Zemberg

O local é composto por três prédios, e cada um tem um vigilante. O grupo rendeu os três, mas durante um momento de distração um deles conseguiu fugir e chamou a polícia. Rapidamente o prédio foi cercado por viaturas do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) e do 2º Batalhão da PM que isolaram a área.

Mas quando a polícia chegou dois bandidos já haviam fugido com as armas dos vigilantes, possivelmente esse era o objetivo inicial do bando. Uma equipe do Bope foi chamada para negociar a rendição do único criminoso que permaneceu no local, o adolescente conhecido como Urica, de 17 anos. Ele manteve os vigilantes sob a mira da arma.

Área do depósito foi isolada por viaturas do BRPM durante a negociação

Área do depósito foi isolada por viaturas do BRPM durante a negociação

Depois de três horas de negociações, Urica concordou em se entregar (foto de capa). Os outros dois comparsas ainda não foram localizados. Urica foi entregue na Delegacia de Investigação de Atos Infracionais (Deiai). “Agradeço a participação dos batalhões que ajudaram no isolamento e conseguir nosso objeto que é preservar vidas”, avaliou o enente Eliaby, que foi o negociador do Bope.

Quando tinha 15 anos,  Urica teria participado do assalto a Unidade de Saúde do Marabaixo.  O assalto aconteceu no dia 8 de outubro de 2013. O objetivo dos criminosos era roubar a arma do vigilante, que reagiu e acabou morto a tiros. 

Compartilhamentos