Compartilhamentos

Uma tradicional pelada de futlama entre amigos e parentes terminou em tragédia neste domingo, 7, na orla de Macapá. Um dos rapazes que jogava bola passou mal logo depois da partida e morreu provavelmente de um ataque cardíaco. Jobson Ferreira tinha apenas 26 anos.

Como sempre fazia aos fins de semana, os amigos se encontraram por volta das 15 horas para mais uma pelada na orla. O sol estava forte, mas o grupo estava acostumado a jogar futlama mesmo com muito calor. Segundo testemunhas, Jobson chegou a jogar apenas uma partida que durou somente cinco minutos. O time dele perdeu, e teve que dar a vez a outro.

Foto tirada por um primo minutos antes da partida. Job está de camiseta amarela

Foto tirada por um primo minutos antes da partida. Job está de camiseta amarela

Assim que saiu de campo, Jobson caminhou já cambaleante na direção de um primo que estava sentado debaixo da sorveteria que funciona na cabeceira do Trapiche Eliezer Levy. “Foi rápido. Parecia que tinham desconectado ele da tomada. O Jobson desabou”, descreveu o primo Gesiel Oliveira.

Job ao lado do companheiro inseparável, o filho de quatro anos. Foto: Álbum de Família

Job ao lado do companheiro inseparável, o filho de quatro anos. Foto: Álbum de Família

Outro primo que também jogava bola, Anderson Oliveira, é cabo do Corpo de Bombeiros e especialista em salvamento aquático. Jobson foi colocado na carroceira de uma picape e durante todo o percurso recebeu massagem cardíaca do primo bombeiro.

No caminho para o HE, o grupo encontrou com a ambulância que havia sido chamada. Os paramédicos entubaram o rapaz e fizeram todos os procedimentos de reanimação, mas não adiantou. Jobson morreu ao dar entrada no HE.

“Ele não aparentava ter algum problema de doença. Sempre foi um rapaz normal”, comentou Oliveira. Jobson trabalhava na Você Telecom, tinha 26 anos, era casado e pai de um garoto de apenas quatro anos. Também era filho do pastor Job Ferreira, um dos pioneiros da Assembleia de Deus e criador.

O corpo está sendo velado na igreja Assembleia de Deus Logos, na Avenida Rio Xingu, próximo da Fortaleza de São José.

Compartilhamentos