Compartilhamentos

Seis adolescentes considerados muito perigosos, e que respondiam por crimes como assalto a mão armada, tráfico de drogas e homicídio, conseguiram fugir do Centro Socioeducativo de Internação Masculina (Cesein), no Bairro do Beirol, em Macapá, por volta das 19h30min dessa sexta-feira, 26. Eles usaram um pedaço de serra para cortar as grades e pularam o muro sem serem vistos pelos agentes internos ou pela PM que faz a segurança do lado de fora.

Segundo funcionários, a serra utilizada tinha cerca de 20 centímetros e foi amarrada a um pedaço de cabo de vassoura para servir de cabo. Os internos usaram ainda sabão para diminuir o atrito do ferro e assim tornar o ruído quase imperceptível.  

O Cesein tem capacidade para 41 internos, mas possui mais de 90. Foto: Arquivo

O Cesein tem capacidade para 41 internos, mas possui mais de 90. Foto: Arquivo

Os funcionários que estavam de plantão dizem que estava chovendo muito na hora da fuga,  o que encobriu ainda mais qualquer barulho que pudesse vir da cela.

Os adolescentes que fugiram estavam no Cesein havia menos de duas semanas. Um deles foi apreendido porque havia assassinado um vendedor ambulante que vivia da venda de espetinho de churrasco. Outros tinham participado de arrastões. Até agora não há informações sobre apreensões dos foragidos.

O Cesein passa por uma grave crise há pelo menos dois anos. Com capacidade para 41 internos, está hoje com mais de 90. E nenhuma medida até agora foi capaz deter as fugas. Nas ruas a PM tem se queixado muito sobre a quantidade de adolescentes apreendidos, mas que acabam fugindo ou sendo colocados em liberdade rapidamente, e em seguida voltam a cometer crimes.  

 

Compartilhamentos