Compartilhamentos

Humberto Baía, de Oiapoque – Oiapoque e Saint George sediam juntas, desde o início da semana, o Seminário Internacional de Saúde, com a presença de autoridades dos dois lados do rio. As epidemias do dengue e de chikungunya dominam os debates.

Só este ano, Oiapoque já registrou 2 mil casos de chikungunya. No início do ano, um caso foi registrado na Zona Norte de Macapá. O mosquito, que é o mesmo que transmite a dengue, também faz vítimas na Guiana Francesa.

Autoridades querem elaborar novos acordos bilaterais para combater epidemias

Autoridades querem elaborar novos acordos bilaterais para combater epidemias. Fotos: Humberto Baía

O vice-governador do Estado, Papaléo Paes (PP), participou da abertura do evento em Oiapoque e em seguida atravessou para a cidade vizinha na Guiana Francesa. Papaleo disse que encontros desse tipo fortalecem a amizade entre a Guiana e o Amapá, e podem gerar novos acordos bilaterais entre Brasil e França.

Para o professor universitário Arnaldo Ballarini, que também participa do evento, é a chance de resolver os problemas da saúde de Oiapoque, mas são necessárias também atitudes de fato.

 

Compartilhamentos