Compartilhamentos

Agentes da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Decipe) conseguiram prender nesta quarta-feira, 24, um rapaz acusado de ter participado da morte da psicóloga Daiane Patrícia dos Santos Nogueira, de 27 anos, em abril deste ano no Bairro Novo Horizonte, Zona Norte de Macapá.

Paulo Ricardo Liarte era foragido do Centro de Internação Masculina (Cesein), onde cumpria medida sócio-educativa por roubo quando ainda era menor de idade. Hoje ele já tem 18 anos.

Delegado Alan Moutinho vai indiciar Paulo Ricardo por homicídio

Delegado Alan Moutinho vai indiciar Paulo Ricardo por homicídio

Segundo o delegado Alan Moutinho, que investiga o caso, a polícia já tinha identificado o suspeito.

“Algumas testemunhas o apontaram como parceiro dos homens que atiraram contra a psicóloga. O que faltava era encontrá-lo para indiciá-lo e pegar o depoimento”, explicou.

O delegado Moutinho vai pedir o indiciamento de Paulo Ricardo por homicídio. Agora, o delegado espera chegar a prisão de outros dois suspeitos que seriam os autores dos disparos que mataram a psicóloga. Seis suspeitos estão sob investigação, entre elas três pessoas que seriam os mandantes do crime.

A principal suspeita de ser a mandante do crime depois de depoimento em maio

A principal suspeita de ser a mandante do crime saindo da delegacia depois de prestar depoimento em maio

No dia 20 de maio, o delegado do caso tomou o depoimento da ex-mulher do marido de Daiane, que é a principal suspeita de ser a mandante do crime. A linha de investigação aponta para vingança, porque as duas teriam brigado no dia anterior ao assassinato.

Hoje a suspeita vive em uma casa de custódia em Macapá. Ela pediu proteção a Justiça alegando estar sofrendo ameaças.

Compartilhamentos