Compartilhamentos

Depois de vários adiamentos continuaram na noite do último domingo, 28, as apresentações de quadrilhas no Arraiá do Meio do Mundo. Os grupos disputam a final das quadrilhas Estilizadas. Hoje, 29, as apresentações seguem com mais 10 grupos. A apuração do resultado será na terça-feira, 30.

Para esta final, que terminou por volta das 4 horas da madrugada desta segunda-feira, foram classificadas 20 quadrilhas, sendo que 10 se apresentaram no domingo e outras dez entrarão na Cidade Junina nesta segunda. Os quesitos são os mesmos, apenas a originalidade e os passos de quadrilha que merecem atenção especial.

“Os grupos estilizados apresentam os mesmo passos, música e tema da fase eliminatória, mas aqueles que conseguem criar algo a mais ou trazer cenários diferentes recebem uma pontuação melhor. É uma forma de reavaliarmos e achar a grande vencedora”, explicou um dos diretores da Fefap, Alan Sales.

Os grupos

Pequena Dama

Pequena Dama

A primeira quadrilha a se apresentar nesta final dos grupos Estilizados foi a Pequena Dama, representante do Bairro do Buritizal, com 23 pares. O grupo foi ensaiado pelos coreógrafos Fábio Augusto, Reginaldo Santos, Alex Ferreira e Marcio.

As roupas são dos estilistas Ney e Serginho, a miss caipira foi Leidiane Carvalho e a marcação ficou por conta de Alan Balieiro. O grupo apresentou o tema “Homenageando e estilizando as glórias de amor e paixão. Raça vermelha e branca, 35 anos de tradição”. O grupo tem como presidente Reginaldo Pereira.

Constelação Junina

Constelação Junina

A segunda quadrilha da noite foi a Constelação Junina, que trouxe o tema “Liberté, a valorosa odisseia de um princÍpio universal”. O grupo que apresentou 17 pares foi coreografado por Kleber Ferreira e Arlindo Martins. Tem a roupa assinada pelo estilista Jackson Martins, a miss é Rita Montes e  a marcação ficou com Arlindo Martins. O presidente do grupo é o Gleidson Silva.

Estrela Vitoriense, de Laranjal do Jari

Estrela Vitoriense, de Laranjal do Jari

Representando o município de Vitória do Jari, a Estrela Vitoriense foi a terceira desta noite, com 20 pares e a miss Keyse Emily. O grupo foi marcado por Gileno Almeida. Com a presidência de Graci Andrade, a quadrilha apresentou o tema “A luz da criança, a humanidade e a sua evolução”. A roupa foi pensada por Felipe Saraiva e Ruthicleia Pantoja tendo como base a coreografia de Fábio Almeida e Gileno Almeida.

Explode Coração

Explode Coração

O grupo Explode Coração mostrou garra e foco ao se apresentar por baixo de chuva. A quadrilha representou o Bairro do Trem com 18 pares, a miss Bruna Cardoso e o marcador Anderson Morais. Presidido por Antônio Reinaldo e coreografado por Walmir Ingles, o tema escolhido foi “O sertão vai ao teatro. O teatro vai ao sertão: das percatas de Maria Bonita às sapatilhas de Ana Maria Botafogo”.

Magia da Juventude, de Pedra Branca do Amapari

Magia da Juventude, de Pedra Branca do Amapari

A quinta quadrilha que se apresentou nesta noite foi a representante de Pedra Branca, Magia da Juventude. Que trouxe o tema “Lembranças”, com 18 pares coreografados por Naldo Trindade, marcado por Slony Amapá e capitaneado pela presidente Karen Larissa, que também é a miss caipira do grupo.  

Renovação Junina representou o Bairro do Cidade Nova

Renovação Junina representou o Bairro do Cidade Nova

Com 16 pares, o grupo Renovação Junina representou o Bairro do Cidade Nova. A quadrilha tem como coreógrafo Gedean Gonçalves e Juliano Barros. As roupas são fruto do trabalho de Paula Tavares, a marcação é de Nilson Santana, com destaque para a miss Laiane Nascimento. O presidente Sebastião Souza escolheu como tema “Em uma apoteose junina, Villas-Lobos musicalidade e vida”.

Explosão Junina representou o município de Porto Grande

Explosão Junina representou o município de Porto Grande

Com coreografia de Fábio Almeida, Jair Souza e Joelson Leite, o grupo Explosão Junina representou o município de Porto Grande com 22 pares. Os estilistas Theo Gomes, Marcilone e Marilia Pinho capricharam na roupa da miss Rafaela Tayná. A quadrilha que tem como presidente Washington Aguiar trouxe o tema “Meu canto é o meu clamor, negra é a minha cor. Seja você quem for só Deus é o meu senhor”.

Estrela Santanense representou o Bairro do Novo Horizonte, do município de Santana.

Estrela Santanense representou o Bairro do Novo Horizonte, do município de Santana.

Estrela Santanense representou o bairro do Novo Horizonte, do município de Santana. As roupas são do estilista Nancir Rodrigues, com a coreografia de Bendito Cardoso e Odilon Reinaldo. O grupo dançou com 21 pares o tema “Piratas, o século de ouro no São João”. Destaque para a miss caipira Mila Rodrigues e para o presidente Henrique Domingos. O marcador da quadrilha é Adelson Bahia.

Revelação, do Bairro Perpétuo Socorro

Revelação, do Bairro Perpétuo Socorro

A penúltima quadrilha a se apresentar foi a lindíssima Revelação, do Bairro Perpétuo Socorro. O grupo com 24 pares apresentou o tema “O homem do campo que planta, colhe e faz a festa no arraiá”. A coreografia foi de Lucas Nobre e Bill Oliveira, com destaque para os estilistas Mauro Figueiredo, Tom Figueiredo e Elida Lemos. A miss é a belíssima Ítala Campos, o marcador é o Jorge Figueiredo e a presidente é Lucia Margarette.

Sorriso Cristalino encerrou esta primeira noite da final dos grupos Estilizados do Arraiá do Meio do Mundo.

Sorriso Cristalino encerrou esta primeira noite da final dos grupos Estilizados do Arraiá do Meio do Mundo. Fotos: Cássia Lima

Sorriso Cristalino encerrou esta primeira noite da final dos grupos Estilizados do Arraiá do Meio do Mundo. O grupo do Bairro Agreste, do Laranjal do Jari dançou com 21 pares e teve como marcador Charles Frazão. A presidente Ana Duarte escolheu o tema “Vinho, dádiva de Dionísio dei bebida dos deuses à riqueza gaúcha”. As roupas são de Charles Pantoja, com coreografia de Franco Santana. A miss caipira é a belíssima Luara Rocha. 

 

Compartilhamentos