Compartilhamentos

Começaram na quarta-feira, 24, as eliminatórias das quadrilhas tradicionais do Arraiá do Meio do Mundo. Nesta etapa 20 quadrilhas devem se apresentar para disputar as vagas na grande final que acontece no domingo, 28.

Algumas quadrilhas surpreenderam no primeiro dia. O destaque negativo foi para o grupo As Piranhas dos Matutos que se apresentou sem a roupa tradicional.

A disputa das quadrilhas tradicionais segue praticamente os mesmos critérios de escolha das estilizadas. A diferença fica por conta dos quesitos originalidade, danças tradicionais e casamento na roça.

“Os grupos estilizados poderiam ousar nas fantasias e danças. Já as tradicionais têm passos específicos, roupas de chita e devem ser sem brilho para não descaracterizar o tradicional”, explicou o historiador da Fefap, Alan Sales.

Fogo na Roça

Fogo na Roça abriu a primeira noite de eliminatórias com 18 pares

Quem abriu a primeira noite dos grupos tradicionais foi a quadrilha Fogo na Roça que apresentou o tema “Alice, brincando São João no sertão das maravilhas”. O grupo com 18 pares tem como presidente e marcador, Valdeir Francklim. As roupas foram trabalho dos estilistas Silviane Costa, Eder Pacheco e Jhon Júnior. O destaque do grupo do Bairro Fonte Nova, de Santana, foi para a simpatia da miss caipira Maiara Ferreira. Os passos de quadrilha foram resultado do trabalho do coreógrafo Cleber Ferreira.

Xodó Junino

Xodó Junino, com 30 pares, mostrando muita paixão

O grupo Xodó Junino foi o segundo da noite e representou o Bairro do Provedor II, também de Santana. Ao todo, foram 30 pares que abrilhantaram a quadrilha marcada e presidida por Adrivan Queiroz. A miss caipira é Baine Silva. A roupa foi pensada pelo estilista Loken. A quadrilha trabalhou como o tema “Dançando São João, Xodó minha paixão”.

A quadrilha Pura Folia arrasou representando o Bairro provedor I

A quadrilha Pura Folia arrasou representando o Bairro provedor I

A quadrilha Pura Folia representou com simpatia o Bairro Provedor I, outra do município portuário. O grupo arrasou com 15 pares. A agremiação apresentou a miss Paula Rodrigues. O presidente é Cristiano Soares e o estilista é Bruno Morais. Os coreógrafos são Bruno Dias e Robson. O tema escolhido foi “Uma viagem cultural do bumba meu boi ao festival de Parintins na magia dos hemisférios norte e sul, vamos brincar no Arraiá do meio do mundo”.

O grupo As Piranhas do Matuto se apresentou sem a roupa tradicional

O grupo As Piranhas do Matuto se apresentou sem a roupa tradicional

O destaque negativo da noite foi a quadrilha As Piranhas dos Matutos que dançou sem a roupa tradicional porque não conseguiu pagar as costureiras. Mesmo assim, o grupo do Bairro Pacoval alegrou com 18 pares e com a miss Jordana Santos. Matutino foi o marcador e coreógrafo. A quadrilha é presidida por Alan Santos e trouxe como tema “Ó sofrencia bacana do povo que conserva suas origens e suas participações”.

A miss Janaina Pinheiro foi destaque da quadrilha Simpatia Junina

A miss Janaina Pinheiro foi o destaque da quadrilha Simpatia Junina

Com o tema “Vem brincar no São João, raiz da tradição para sua evolução em uma noite de são João”, a quadrilha Simpatia Junina apresentou 14 pares e mostrou a garra do Bairro Daniel, de Santana. Com coreografia de Adelson Mendes, Jackson, Clebinho e Benedito. Tem como estilistas Marcilene e Marcione, miss Janaina Pinheiro e marcador Jackson Douglas.

A quadrilha Arranca Toco veio lá do Bairro Hospitalidade para brilhar no Meio do Mundo

A quadrilha Arranca Toco veio lá do Bairro Hospitalidade para brilhar no Meio do Mundo

Com a marcação de Anilton Ferreira, a quadrilha Arranca Toco trouxe para o Arraiá o tema “Nordestenopolis, uma viagem no imaginário popular nordestino”. O grupo do Bairro Hospitalidade, do município de Santana, tem como miss Andressa Santos. Os 15 pares mostraram a coreografia de Anielston Ferreira e usaram roupas do estilista Tom Figueiredo.

O grupo Sensação Junina se apresentou com emoção e tradição

O grupo Sensação Junina se apresentou com emoção e tradição

A quadrilha Sensação Junina foi a penúltima a se apresentar. Representou o Bairro Nova União, de Santana. O grupo é presidido por Edinaldo Monteiro, tem como marcador Cleuson Leal, miss Railana Lobato, coreografo Zil Souza e estilistas Anderson Gama e Rute Monteiro. O grupo com 24 pares usou a temática “No São João de tradição vamos tradicionar com emoção. Nada se perde, tudo se transforma”.

Juventude na Folia foi o grupo que encerrou a primeira noite de eliminatórias

Juventude na Folia foi o grupo que encerrou a primeira noite de eliminatórias

Quem encerrou o primeiro dia da eliminatória estadual dos grupos tradicionais foi a quadrilha Juventude na Folia. O grupo tem como presidente e marcador Lucivaldo dos Santos, miss Andreza Matos, coreografo Cleber Pereira e estilistas Marcione e Maria das Graças. A quadrilha do Bairro Novo Horizonte, também de Santana, se apresentou com 14 pares e teve como tema “Na divisa dos hemisférios, muitos cruzam a tradição. As lindas viram brasileiras, incendeiam as fogueiras de Antônio, Pedro e João”.

Fotos: Cassia Lima

Compartilhamentos