Compartilhamentos

Jair Zemberg – A Polícia Civil vai investigar o assassinato de um rapaz de 19 anos morto com pelo menos seis tiros, próximo da casa dele, no fim da Avenida Antonio da Mota Bastos, numa área de ressaca chamada “Ponte do Apertadinho”, no Distrito da Fazendinha. Segundo a polícia, ele foi morto depois de receber uma encomenda por telefone para buscar drogas em uma boca de fumo.

José Eliel Miranda David, o “Japona”, tinha condenação por roubo, mas cumpria a pena em liberdade condicional. De acordo com a família, por volta das 2h20min da madrugada desta quinta-feira, 25, ele recebeu uma ligação. Era alguém que queria que Japona fosse comprar duas cabeças de crack.

Japona saiu de casa, fez a compra, entregou a mercadoria, e foi emboscado quando voltava para casa. Ao descer do carro, a cerca de 20 metros de sua residência, ele foi alvejado por seis disparos. A polícia ainda não sabe de onde partiram os tiros. Mesmo ferido com gravidade, ele correu até sua casa e chegou a bater na porta, caindo logo em seguida.

Valdemauro, Médico do Samu: tentativa de reanimação. Fotos: Jair Zemberg

Valdemauro, Médico do Samu: tentativa de reanimação. Fotos: Jair Zemberg

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou logo, e os paramédicos tentaram fazer a reanimação. Japona morreu na porta de casa. Dos seis tiros pelo menos dois acertaram as costas e a cabeça. Ouça o que diz o médico Valdemauro, do Samu.

O caso será investigado pela Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Decipe). A primeira providência será identificar o dono do carro que levou Japona até próximo de sua residência, e rastrear a chamada feita no telefone dele por volta das 2 horas. A polícia acredita que a encomenda foi uma armadilha.

Compartilhamentos