Compartilhamentos

Durante mais de quatro horas, quatro mulheres e uma criança de apenas dois meses ficaram sob a mira de armas de assaltantes no Bairro Novo Horizonte, Zona Noite de Macapá. Os criminosos só se entregaram no início da madrugada desta quinta-feira, 4, após negociação com o Bope. Para surpresa dos policiais, um dos bandidos tinha conseguido esconder o dinheiro do crime dentro do ânus, exatamente R$ 3.929.

A moto usada pelos assaltantes que já tinham feito dois roubos na noite

A moto usada pelos assaltantes que já tinham feito dois roubos na noite. Reportagem e fotos: Jair Zemberg

Segundo a polícia, Moisés Jorge dos Santos, 25 anos, o “Goiano”, e um adolescente de 16 anos, estavam em uma moto preta e já tinham realizado dois assaltos na noite. Eles estavam sendo monitorados pela polícia que tinha sido avisada dos roubos. Na residência onde eles fariam o terceiro assalto seguido, na Avenida Francisco Cassiano, eles foram surpreendidos por uma viatura do 6º Batalhão da Polícia Militar que ajudava nas buscas aos assaltantes.

Goiano se entregou com a chegada de familiares

Goiano se entregou com a chegada de familiares

Rapidamente os criminosos correram para dentro da casa e renderam os moradores. A residência pertence a comerciantes de açaí. A equipe do 6º BPM isolou a área e chamou o Bope. A negociação demorou. Primeiros os assaltantes liberaram uma mulher e a criança, mas queriam a presença de familiares no local.

Já passava da meia-noite quando chegaram a namorada e alguns filhos de Goiano para ajudar na negociação. Ele e o menor receberam coletes à prova de balas e se entregaram. Mas ainda restava um mistério. Os policiais não encontravam o dinheiro dos assaltos.

Uma das reféns foi atendida por uma equipe do Samu, mas sem ferimentos

Uma das reféns foi atendida por uma equipe do Samu, mas sem ferimentos

A casa inteira foi revistada, mas os policiais não encontraram nada. Até que alguém teve a ideia de revistar Goiano. Para a surpresa de todos, ele havia pegado todo o dinheiro e com as notas fez uma espécie de tubo para guardar dentro do ânus. No Ciosp, os policiais tiveram que usar luvas para contar o dinheiro.

Policiais precisaram usar luvas para contar o dinheiro guardado no ânus do bandido

Policiais precisaram usar luvas para contar o dinheiro guardado no ânus do bandido

Ainda no Ciosp, Goiano foi reconhecido por vítimas de um outro assalto, ocorrido em uma cervejaria no Bairro Marabaixo, Zona Oeste de Macapá, na semana passada. O assaltante estava preso no Iapen desde o ano passado acusado de roubo, mas foi libertado no dia 22 de abril deste ano para responder ao processo em liberdade. 

Compartilhamentos