Porto Grande: Força tarefa vai recuperar trechos perigosos da BR-210

Compartilhamentos

Um dos trechos urbanos da BR-210 foi o tema central de um encontro nesta segunda-feira, 1º, que reuniu prefeitos, vereadores, representantes da bancada federal, da Secretaria de Transportes do Estado (Setrap) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Ficou combinada uma força tarefa investir no trecho urbano da rodovia que passa pelo município de Porto Grande e que dá acesso às cidades de Pedra Branca do Amapari e de Serra do Navio.

Estavam na reunião os prefeitos das três cidades, além do senador Randolfe Rodrigues (Psol). No último dia 28, o senador acompanhou os prefeitos numa audiência com o ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, onde foram discutidas obras emergências de pavimentação do trecho urbano. 

A partir da reunião, foi definida a realização de serviços emergenciais de “tapa buracos” numa extensão de 5,7 quilômetros da BR em Porto Grande.

Encontro reuniu o senador Randolfe Rodrigues e prefeitos de três cidades: cobrança

Encontro reuniu o senador Randolfe Rodrigues e prefeitos de três cidades: cobrança

“Nosso papel foi intermediar esse encontro entre os prefeitos e o ministro que solicitou um mutirão de emergência para pavimentar e melhorar esse trecho de acesso a Porto Grande e os demais municípios. Na oportunidade, o ministro entrou em contato com o superintendente do Dnit no Amapá que marcou essa reunião”, explicou o senador Randolfe Rodrigues.

O superintendente do Dnit, Fábio Vilarinho, informou que em parceria com o governo do Estado colocou à disposição para o mutirão cerca de 20 toneladas de massa asfáltica para os trechos mais danificados.

“Essa é uma solução paliativa para o problema já que a definitiva já foi solicitada e já há recursos para ela . O processo de licitação será aberto na primeira quinzena de julho e ela abraçará 5,7 quilometros da área urbana de Porto Grande”, disse o superintendente.

As mineradoras que se instalaram em Serra do Navio e Pedra Branca são apontadas como as maiores destruidoras do asfalto de Porto Grande. “Com nossos recursos até tentamos fazer um serviço emergencial, mas não resolveu”, contou o prefeito Tonho do Matapi, do PC do B.

As operações estão previstas para acontecerem assim que cessarem as chuvas serviço será executado pelo SETRAP (Secretaria de Transportes do Estado). 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.