Compartilhamentos

Jair Zemberg –

Funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Norte de Macapá viveram momentos de terror na madrugada desta quinta-feira, 23, quando pelo menos 10 bandidos invadiram a unidade para fazer um arrastão. Pelo menos dois são menores de idade e um é cadeirante.

A UPA fica na Avenida Fernando Alves de Oliveira, no Bairro Novo Horizonte. A invasão ocorreu por volta das 3h30min da madrugada. De acordo com o 2º Batalhão da Polícia Militar, antes do assalto duas pessoas entraram na unidade apenas para sondar o local. Seriam Evandro Gomes da Silva, de 26 anos, e Kaely Priscila Barbosa, de 23 anos.

Kaely e Ingridi. Fotos: Zair Zemberg

Kaely e Ingridi. Fotos: Zair Zemberg

Eles entraram e saíram logo em seguida, sem pedir atendimento. Logo depois o local foi invadido por um bando armado com facões e terçados. Entre os assaltantes também havia uma mulher armada.

Um dos criminosos pôs um facão no pescoço do vigilante desarmado, enquanto o restante roubava os pacientes e funcionários. Pelo menos 18 pessoas foram assaltadas. Alguns funcionários conseguiram se esconder numa das salas de enfermagem e escaparam do crime.

No meio o cadeirante Evandro, na cela do Ciosp sem a cadeira de rodas

No meio, o cadeirante Evandro, na cela do Ciosp, sem a cadeira de rodas

Segundo uma testemunha, a polícia chegou 20 minutos depois do assalto com 3 viaturas, ouviu as vítimas e saiu em diligência. Os primeiros suspeitos foram logo encontrados, e um a um reconhecidos pelas vítimas graças a algumas características como roupas e tatuagens. Alguns estavam encapuzados na hora da invasão.

Os policiais já sabiam onde encontrar alguns criminosos que costumam agir na região. No total, 7 foram presos, dois deles menores de 17 anos. Os maiores são Ingride Brito dos Santos, de 18 anos, que também teria participado efetivamente do assalto; Danilo da Silva Picanço, de 18 anos, e Rosenilton Lobato, de 23 anos, além do cadeirante Evandro Gomes, que na foto aparece de short vermelho na cela do Ciosp, e sem a cadeira de rodas. Ao lado dele está Kaely Priscila.

A polícia ainda procura por mais 3 pessoas. Os menores foram levados para a Delegacia de Investigação de Atos Infracionais (Deiai) e os maiores para o Ciosp do Pacoval.

Segundo a polícia, o bando é suspeito de assaltar a unidade de saúde Marcelo Cândia, em maio, também na Zona Norte.

Compartilhamentos