Compartilhamentos

O juiz Antônio Ernesto Colares, da 3ª Vara Cível e de Fazenda Pública de Macapá determinou nesta quarta-feira, 29, a posse da nova diretoria da Federação das Indústrias do Amapá (Fieap) eleita em maio deste ano por uma junta governativa. Na prática, a decisão afasta mais uma vez a deputada federal Josy Rocha (PP) da presidência da entidade.

Josy Rocha é também presidente do Sindicato das Indústrias de Joalheria e Ourivesaria do Amapá. Ela é acusada pela junta governativa de criar sindicatos fantasmas para se eleger presidente da federação. Além disso, é investigada por supostas irregularidades, como saques de dinheiro da federação na boca do caixa.

No ano passado, ela chegou a ser destituída pela junta governativa, mas voltou por força de uma outra decisão judicial em dezembro de 2014. A mesma decisão suspendeu as atividades da junta governativa até abril deste ano, quando uma nova liminar restaurou os poderes da junta, e Josy foi afastada administrativa.

Em maio, as eleições foram realizadas. Foi aclamada a única chapa inscrita, a “Reconstrução”, encabeçada pelo presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário, Felipe Nazaré Monteiro da Silva. Como a decisão é provisória, ela ainda poderá recorrer. 

Josy Rocha foi eleita pela primeira vez na Federação das Indústrias do Amapá em janeiro de 2013, mas durante seu mandato teve que responder por acusações como a falta de prestação de contas e por não ter realizado assembleias. Ela também não teria convocado reuniões da diretoria, conselho de representantes e conselho fiscal.

Um oficial de Justiça cumpriu o mandado hoje pela manhã e a nova diretoria já tomou posse na entidade. O Site SelesNafes.Com tentou falar com a deputada, mas nesta quarta-feira ela estava em Brasília representando a federação num evento.

Compartilhamentos