Compartilhamentos

A direção da Unimed Macapá terá de esclarecer à Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa, porquê pacientes demoram até 5 horas para receber atendimento. As denúncias levaram os deputados a notificar, na última sexta-feira, 10, a direção do hospital, que deverá comparecer à comissão no dia 5 de agosto.

Segundo dados da Federação das Unimeds dos Estados da Amazônia, a Unimed Macapá possui pouco mais que 45 mil usuários. Os problemas se intensificaram a partir de maio deste ano, quando a entidade em Macapá passou a ser administrada pela Unimed Meta, de Manaus. Denúncias mais graves apontam que o guia médico passou de 40 páginas para apenas oito.

Fila para distribuição de senhas para marcação de consultas na Unimed de Macapá. Foto: Seles Nafes

Até para marcar consulta os usuários da Unimed estavam enfrentando filas

“A administração deve garantir maior publicidade sobre a alienação da carteira da Unimed Macapá. Deve também, através dos meios de comunicação, informar o recadastramento dos usuários e agilizar o atendimento dos pacientes”, frisou o presidente da Comissão de Defesa do consumidor da Assembleia, deputado estadual Pedro da Lua (PSC-AP).

Na notificação, o deputado solicita que o hospital amplie para 30 de agosto o prazo de recadastramento de todos os beneficiários. O parlamentar quer também que a Unimed aponte os motivos pelos quais  a nova administração não está admitindo os chamados planos familiares.

Deputado Pedro da Lua exige esclarecimentos da Unimed

Deputado Pedro da Lua exige esclarecimentos da Unimed

Todos esses pontos devem ser abordados pelo representante da Unimed na Assembleia Legislativa no dia 5 de agosto, às 15h. Caso o hospital não compareça, a Comissão de Defesa do Consumidor pode entrar com representação junto ao Poder Judiciário e formalizar denúncia na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

A esquipe de reportagem de SelesNafes.Com procurou a direção da Unimed para prestar esclarecimentos sobre as denúncias, mas não conseguiu respostas até a edição da matéria.

 

Compartilhamentos