Compartilhamentos

Jair Zemberg –

A Polícia Civil de Macapá está investigando um caso curioso. Um homem foi preso em flagrante no domingo, 19, acusado de estar furtando o motor de um caminhão que pertence à Agência de Fomento do Amapá (Afap). Na delegacia, no entanto, ele disse que foi enganado por um suposto funcionário da agência.

Franciney Maciel Baía, de 38 anos, é funcionário público da prefeitura de Chaves (PA). Ele contou que veio a Macapá para comprar um motor de caminhão e adaptar em seu barco, uma prática que virou costume em comunidades ribeirinhas porque o motor automotivo tem desempenho três vezes maior que um motor náutico, o que deixa a embarcação bastante veloz.

Caminhão estacionado ao lado da Agência de Fomento

Caminhão estacionado ao lado da Agência de Fomento

Na delegacia de polícia, Franciney contou que pediu informações a um homem que estava na frente da Agência de Fomento e se dizia funcionário do órgão. Franciney, que havia acabado de chegar de Chaves, teria perguntado onde poderia encontrar uma oficina e comprar um motor.

Motor já havia sido retirado do caminhão.

Motor já havia sido retirado do caminhão.

O suposto funcionário teria mostrado a ele um caminhão parado na rua que passa ao lado da agência. O veículo tinha sido tomado de uma pessoa que não quitou o financiamento com o banco. Mas o suposto funcionário teria dito a Franciney que o veículo pertencia a ele, e pediu R$ 2 mil pelo motor. Franciney aceitou e pagou o valor, com direito a recibo.

No domingo, o acusado foi até o caminhão, e quando ele já havia retirado o motor uma viatura da polícia apareceu acionada por alguém que achou estranho aquele procedimento em pleno domingo.

No Ciosp do Pacoval, depois de ouvir toda a história e ver o recibo, os policiais ligaram para o celular do suposto funcionário da agência. Ele atendeu, mas quando soube que se tratava da polícia desligou o telefone e não atendeu mais.

A polícia já confirmou a identidade do suspeito, e ele pode ser preso nas próximas horas. Apesar das circunstâncias, Franciney foi indiciado por furto, e vai permanecer preso até que tudo seja esclarecido.

Compartilhamentos