Compartilhamentos

Os sorteados do grupo I do conjunto residencial São José, localizado no Bairro Buritizal, começaram a receber nesta terça-feira, 28, visitas de equipes do Comitê Gestor do programa Minha Casa Minha Vida. As visitas, que são um espécie de investigação, têm como finalidade confirmar os dados informados pelas famílias nos cadastros. Casos as informações não estejam de acordo com os critérios do programa, os beneficiados serão excluídos do processo.

“Nosso objetivo é constatar se essas famílias informaram os dados corretos e se preenchem os critérios exigidos pelo governo. Caso sejam encontrados dados incompatíveis, essas famílias serão automaticamente excluídas do programa. As pessoas têm que entender que existem famílias com muita necessidade dessas moradias”, destacou a coordenadora do Comitê Gestor, Mônica Dias.

Mônica Dias: vamos investigar se as informações prestadas estão corretas

Mônica Dias: vamos investigar se as informações prestadas estão corretas

950 usuários serão visitados por cinco equipes do comitê até dia 25 de agosto. Cada equipe é formada por membros da Caixa Econômica, Comitê Gestor e técnico da Defesa Civil. Os critérios avaliados giram em torno de famílias com renda inferior a R$ 1,6 mil, mulheres como chefes de família, pessoas que moram em áreas de risco, deficientes físicos e idosos.

Segundo o Comitê Gestor, existem casos de irregularidades que já foram constatados antes mesmo das visitas. Um funcionário da Justiça estava cadastrado para receber um apartamento, mas ele recebe salário mensal de R$ 8 mil.

“Chegamos até essa pessoa para sabermos quais os motivos que o levaram a participar do programa. Ele afirmou que quando se inscreveu ainda não era funcionário da Justiça e nem recebia esse salário. O caso dele, e outros parecidos, já estão em análise pela Caixa Econômica”, garantiu a coordenadora.

O conjunto São José, construído no Bairro Buritizal, tem 1.440 apartamentos

O conjunto São José, construído no Bairro Buritizal, tem 1.440 apartamentos

A última etapa do processo é a triagem bancária realizada pela Caixa Econômica Federal. A lista com os nomes dos aptos e os desclassificados desta etapa tem previsão de publicação para o início de setembro.

O conjunto habitacional São José está sendo construído desde 2013 pela prefeitura de Macapá em parceria com o Governo Federal. Tem investimentos de R$ 89,2 milhões e deve comportar 1.440 apartamentos, compostos por dois quartos, área privativa de 44 metros quadrados, sala, cozinha e área de serviço.

Compartilhamentos