Compartilhamentos

Jair Zemberg

Um tiroteio foi registrado no Bairro Congós, Zona Sul de Macapá, na manhã desta sexta-feira, 10. Motivo da confusão: ciúmes. Um policial militar ficou a namorada de outro, e acabou se dando mal.

De acordo com informações da Polícia Civil, um homem identificado como Nil Fran Santos, 32 anos, estava tentando reatar um relacionamento com a namorada (que ainda não teve o nome revelado). O problema é que ela não queria mais nada com ele. Na madrugada desta sexta-feira Nil Fran encontrou a mulher no Pesque-Pague, em Fazendinha, mas ela estava com outro namorado.

Nil Fran foi preso pode responder por tentativa de homicídio

Nil Fran foi preso e pode responder por tentativa de homicídio. Fotos: Jair Zemberg

Ele esperou os dois saírem da festa e foi atrás. O casal foi para a casa dela, que fica na 13ª Avenida do Congós, e se encaminhou para o quarto. Nil chegou e bateu na porta, como não foi atendido, resolveu arrombar. Entrou na casa e bateu na porta do quarto. Novamente não foi atendido. Então decidiu derrubar também a outra porta.

Mas para a surpresa de Nil, saiu lá de dentro um homem armado. Era um policial militar, do BRPM. O policial deu um tiro de advertência para assustar Nil Fran, que estava possesso de ciúmes. O policial conseguiu fazer com que ele saísse da casa.

Ao chegar à rua, Nil Fran foi abordado por um vizinho que ouviu o tiro. Era outro policial, um sargento da PM. Como o sargento conhecia o enciumado, resolveu parar o carro e saber o que estava acontecendo. Foi quando o policial que estava dentro da casa saiu. Os dois policiais começaram uma conversa.

Tenente Coronel Paulo Matias, comandante do BRPM

Tenente Coronel Paulo Matias, comandante do BRPM

Nil, por sua vez, percebeu que a arma do sargento estava no banco do carro. Ele pegou a arma e atirou na perna do policial que estava com a namorada dele. Quando ia dar o segundo tiro, segundo ele, para matar o desafeto. O sargento conseguiu segurá-lo. Uma viatura da polícia chegou ao local e Nil Fran foi preso e levado para o Ciosp do Pacoval, onde foi registrada a ocorrência. Ele pode responder por tentativa de homicídio. O policial baleado está internado no Hospital de Emergência.

O tenente coronel Paulo Matias,  comandante do Batalhão de Rádio Patrulha (BRPM) esteve no Ciosp do Pacoval para verificar a situação. Segundo ele, o fato será apurado pela Polícia Civil, e se houver alguma coisa contra o policial, medidas administrativas serão tomadas.

 

Compartilhamentos