Compartilhamentos

De acordo os índices do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde,  as doenças cardiovasculares são a maior causa de morte no Amapá, isso entre adultos jovens. Para esclarecer sobre o assunto, foi aprovado na Assembleia Legislativa do Amapá, na última segunda-feira, 10, o Projeto de Lei que institui a Semana Estadual do Coração e o Dia Estadual da Saúde do Coração.

A semana será comemorado entre os dias 29 de setembro e 3 de outubro. O projeto é de autoria do deputado Dr. Furlan (PTB), médico e cirurgião cardiovascular. Para ele, o coração deve ser tratado de uma maneira muito cuidadosa.

“Temos a plena convicção como médico, que é extremamente necessário chamar a atenção da sociedade para o cuidado maior com a saúde cardiovascular. Por isso, criamos este projeto para conscientizar amapaenses sobre os fatores de risco e a prevenção”, afirmou o deputado.

Durante a Semana Estadual do Coração, uma programação especial terá atividades e ações que serão desenvolvidas pelos órgãos públicos estaduais de atenção à saúde, esporte e assistência social, com o apoio do Conselho Estadual de Saúde e Conselho Estadual de Medicina.

Furlan: alcançar jovens e idosos. Fotos: Graziela Miranda

Furlan: alcançar jovens e idosos. Fotos: Graziela Miranda

No mesmo período, o projeto institui também o Dia Estadual da Saúde do Coração, que será comemorado anualmente no dia 29 de setembro.

Durante as ações, poderão ser identificadas pessoas que desconhecem doenças como diabetes, hipertensão, hipercolesterolemia e hipertrigliceridemia. Estas doenças são consideradas fatores de risco e caracterizam potenciais pacientes cardíacos.

 “O projeto quer alcançar pessoas de todas as idades e com diversas ocupações, como estudantes, trabalhadores do serviço público, de jovens a idosos, além de todos os usuários do sistema único de saúde estadual”, acrescentou.

 

Compartilhamentos