Compartilhamentos

A polícia prendeu na manhã desta segunda-feira, 31, um homem acusado de comandar uma quadrilha que praticou, pelo menos, 12 assaltos no Bairro Marabaixo e em casas que ficam às margens do trilho no km 9. Igor Rangel Teotônio Castelo, 20 anos, teria praticado os crimes com outros três menores. Com Igor foram encontradas 27 munições calibre 22.

Segundo a Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Decipe), Igor faz parte de uma quadrilha do Congós e tem como comparsa um criminoso conhecido como Alanzinho. A quadrilha estaria usando menores de idade para a prática de crimes. Um desses menores foi preso nesta manhã e falou sobre os crimes do grupo.

Menor de idade que faz parte da quadrilha de Igor. Fotos: Cassia Lima

Menor de idade que faz parte da quadrilha de Igor. Fotos: Cassia Lima

“De acordo com o garoto, eles tocavam o terror naquela área do trilho, no km 9. Tem uma vítima que teve que se mudar depois ter a casa furtada uma vez e sofrer dois assaltos. Igor mandava os menores e quando a polícia aparecia não acontecia nada com eles. Só que hoje isso acaba”, explicou o delegado Glemerson Arandes.

O grupo usava terçados para praticar os delitos. Este ano chegaram à Decipe várias ocorrências cuja autores eram membros da quadrilha de Igor, entre elas assaltos a casa de um pastor, de um deficiente visual,  uma marmoraria e outras duas residências. Todos os casos foram registrados no KM-9. Mas segundo o menor de idade em depoimento, a quadrilha teria assaltado mais de 12 casas na Zona Oeste.

“Eu não cometi nenhum assalto e nunca roubei. Sou inocente dessas acusações”, defendeu-se Igor na delegacia.

Igor foi preso na casa dele, localizada na Rua Cabo Velho, Bairro Congós, Zona Sul de Macapá. Ele já tem passagem pela polícia por tráfico de drogas. Ainda neste segunda-feira, 31, ele será encaminhado ao Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

Compartilhamentos