Compartilhamentos

André Silva –

O Ministério Público Federal no Amapá aderiu à campanha nacional de coleta de 1,5 milhão de assinaturas em todo o Brasil, que visa dar suporte ao Projeto de Lei de iniciativa popular, que será entregue ao Congresso Nacional com medidas contra a corrupção.

No Amapá a meta é colher pelo menos cinco mil assinaturas. A campanha foi lançada nesta terça-feira, 18, na sede do MPF em Macapá. A campanha é uma iniciativa do Procuradoria Geral da República.

Procurador Felipe de Lucena, coordena a campanha no Amapá. Fotos: André Silva

Procurador Felipe de Lucena, coordena a campanha no Amapá. Fotos: André Silva

As dez medidas propostas, visam prevenir a corrupção, aumentar a punição para quem comete crimes dessa natureza e aumentar a eficácia dos processos judiciais, eliminando recursos inócuos que servem apenas para protelar a condenação. Além disso, a medida visa facilitar a recuperação do dinheiro desviado.

O coordenador do Núcleo de Combate à Corrupção do MPF do Amapá, procurador Felipe Pessoa de Lucena, disse que as dez medidas buscam mostrar as lacunas, as falhas e a leniência que o ordenamento político brasileiro tem em relação ao combate à corrupção, e a sua ineficácia quanto a esse assunto.

Qualquer pessoa com título de eleitor dia pode assinar a lista, que pode ser impressa no site, www.10medidas.mpf.mp.br. “Passe a lista para vizinhos e parentes. Após o preenchimento ela deve ser encaminhada à sede do MPF Amapá, que fica na Avenida Ernestino Borges, 535, Laguinho”, explicou Felipe Pessoa.

Compartilhamentos