Compartilhamentos

Com o objetivo de reduzir custos com manutenção de prédios de sua propriedade, a Amapá Previdência (Amprev) vai leiloar três imóveis. A decisão é do Conselho Estadual de Previdência. Esses prédios estavam sendo alugados, mas que não é papel do órgão administrar esse tipo de demanda, daí a decisão de se desfazer dos imóveis.

“O conselho decidiu alienar esses prédios através da venda, o que vai nos garantir recursos para investimentos em outros imóveis que serão mantidos pela instituição”, destacou o diretor-presidente da Amprev, Arnaldo Santos. Segundo ele, os recursos provenientes das vendas deverão ser investidos para melhorar o atendimento aos aposentados e pensionistas do Estado.

Os recursos com a vendas imóveis serão empregados na melhoria do atendimento ao aposentado

Os recursos com a vendas imóveis serão empregados na melhoria do atendimento ao aposentado

Um dos prédios que serão leiloados é onde atualmente funciona o Programa de Tratamento Fora Domicílio (PTFD). O outro é a antiga Delegacia de Santana e o terceiro imóvel fica ao lado da antiga Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres, na avenida FAB.

“No processo de venda, aquele que oferecer melhor proposta vai arrematar o imóvel, por isso ainda não temos previsão do valor que será arrecadado pelo órgão”, disse Arnaldo, ressaltando que será contratado um leiloeiro para a realização da venda através de processo licitatório.

O objetivo da Amprev é usar os recursos das vendas dos imóveis na construção da nova sede da instituição, concentrando todas as suas diretorias em um espaço com acessibilidade.

“Nosso projeto é construir um espaço moderno, onde o aposentado, o pensionista e a pessoa com deficiência possam ser recebidos de uma forma adequada”, adiantou o diretor. O prédio também irá concentrar toda a área de tecnologia da informação do órgão.

Compartilhamentos