Compartilhamentos

Manoel de Jesus Brito assumiu nesta sexta-feira, 7, a cadeira de desembargador do Tribunal de Justiça na vaga deixada no início do ano por Luis Carlos Gomes dos Santos, que se aposentou.

Para um auditório lotado de autoridades do Executivo e do Judiciário, o novo desembargador falou sobre a carreira e os méritos que o levaram ao posto de desembargador do Tribunal de Justiça, num processo que começou com votação, lista tríplice e a escolha do governador Waldez Góes (PDT), que foi à cerimônia.

“Tenho 40 anos dedicados ao Direito, e isso me gabaritou a ocupar esse cargo. É com orgulho que eu assumo o lugar deixado pelo doutor Luiz Carlos”, disse o novo desembargador.

“Hoje, o Tjap passa a agregar o preparo, a experiência e a solidez do procurador Manoel Brito. Tenho absoluta certeza de que a distinção entre seus pares obedeceu rigorosamente a preceitos de valor, qualidade, experiência, capacidade, estudo e cultura”, declarou Waldez Góes.

Antes de ser procurador do MP, Manoel Brito foi professor, advogado, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Amapá, além de defensor público, delegado de polícia, e juiz aprovado no primeiro concurso do Tribunal de Justiça.

Foto: Ana Lages/Agência Amapá

 

Compartilhamentos