Compartilhamentos

Com o objetivo de contribuir para aumentar a oferta de leite materno em Macapá, a Unidade Básica de Saúde Rubim Aronovitch, no Bairro Santa Inês, inaugurou nesta segunda-feira, 3, um posto de coleta e a sala de apoio à amamentação.  Essa é a primeira vez que o serviço é implantado na rede municipal de saúde, e terá apoio da Maternidade Mãe Luzia.

Segundo a direção da Maternidade Mãe Luzia, atualmente 192 mulheres fazem a doação de leite materno, mas o número ainda está longe do ideal, que seria de 250 doadoras.

“Esperamos que esse seja o primeiro de muitos postos de coleta, porque a Maternidade Mãe Luzia é pequena e nossa demanda é muito grande. Temos a necessidade de ampliar o atendimento à saúde básica”, frisou a diretora da Maternidade,Nirce Carvalho.

Nirce Carvalho, diretora da Maternidade Mãe Luzia: precisamos desse tipo de apoio

Nirce Carvalho, diretora da Maternidade Mãe Luzia: precisamos desse tipo de apoio

A Maternidade Mãe Luzia coleta cerca de 150 à 200 litros de leite por mês. No mês de junho, por exemplo, foram coletados 205 litros, mas seriam necessários 300 litros para atender a demanda, já que o leite abastece a Unidade Neonatal da Maternidade, Hospital Estadual de Santana, Hospital São Camilo e Unimed.

Para as doadoras não existe nenhum problema, ao contrário, só há benefícios.

“Meu filho não conseguia pegar o peito direito, mas com a ajuda dos profissionais ele já consegue se alimentar sozinho. Depois disso, decidi doar leite para aquelas mães que não podem amamentar. Só vejo benefícios em doar”, contou a professora Katia Dias.

O posto de coleta funcionará das 8h às 17h e terá apoio de um técnico de enfermagem durante os procedimentos. O leite coletado será encaminhado para o Banco de Leite Humano do Hospital da Mulher Mãe Luzia.

Muitas mães já se comprometeram em doar o leite no posto de coleta inaugurado hoje

Muitas mães já se comprometeram em doar o leite no posto de coleta inaugurado hoje. Fotos: Cassia Lima

“Estamos instalando o piloto de uma sala de apoio à amamentação. O objetivo é melhorar o atendimento e aumentar da quantidade de leite. Se tudo der certo, vamos ampliar o projeto para todas as unidades de saúde de Macapá”, adiantou o subsecretário de Ação e Saúde do município, Eldrin Lage.

A sala de apoio foi entregue durante a comemoração da Semana Mundial de Aleitamento Materno que ocorre em 120 países de 3 a 7 de agosto. este ano o tema escolhido é “Amamentar e Trabalhar: Vamos Tornar Possível!”.

 

Compartilhamentos