Compartilhe

Humberto Baía –

Com objetivo de retirar do meio ambiente lixo que acumula água, e consequentemente vira criadouro do mosquito Aedes aegypti, transmissor da febre chikungunya (doença que vem atormentando a população de Oiapoque), o artista plástico Augusto Sampaio resolveu transformar pneus e garrafas plásticas em arte alternativa na fronteira.

O artista está desenvolvendo no município de Oiapoque o projeto “Não Desvie o Olhar”. A ideia é chamar a atenção da comunidade para que evite acumular lixo no quintal.

Segundo ele, existem muitos destinos que podem ser dados ao lixo, e um deles é a arte alternativa. O projeto tem o apoio da Associação de Desenvolvimento e Prevenção na Fronteira.

O projeto tem ajuda de crianças e adolescentes que passaram por uma oficina. Fotos: Augusto Sampaio

O projeto tem ajuda de crianças e adolescentes que passaram por uma oficina. Fotos: Augusto Sampaio

Augusto Sampaio ministrou uma oficina para crianças e adolescentes entre 7 e 16 anos, que agora ajudam no projeto. O resultado da oficina está sendo mostrado em uma exposição na praça Barão do Rio Branco, em frente ao Monumento do Contestado, ponto turístico bastante conhecido na cidade.

Outras instituições do município já se mostraram interessadas em abrigar a exposição, entre elas a Secretaria de Educação do Município.

“É um trabalho importante que leva para as ruas uma arte que está sendo desenvolvida por crianças e adolescentes”, enfatizou o secretário Chistiandeson Kauê Correia

 

O projeto será levado para outras instituições. Os jovens serão os monitores

O projeto será levado para outras instituições. Os jovens serão os monitores

O trabalho de Augusto Sampaio também chama atenção de turistas que passam pelo local. O artista diz que sem apoio o trabalho não aconteceria, e que todo o lucro obtido com a venda dos produtos é investido no projeto.

“Gostaria que esse projeto pudesse ser inserido nas escolas do município. É a partir da pré-escola que é formado o cidadão consciente.”, enfatizou Sampaio.

O trabalho tem chamado atenção de turistas que passam pelo local

O trabalho tem chamado atenção de turistas que passam pelo local

Compartilhe