Compartilhamentos

Moradores do entorno do Cesein, no Bairro do Beirol, levaram um baita susto no fim da manhã desta terça-feira, 25. Internos se rebelaram, fugiram das celas e subiram no telhado de um dos blocos do centro para protestar. Eles queriam que a Justiça desse andamento em seus processos, alguns provavelmente para serem libertados.

A confusão começou por volta das 11 horas e só terminou quando já passava do meio dia. Seis internos, todos maiores de 18 anos, iniciaram a confusão. De cima do telhado, eles chegaram a jogar telhas em policiais militares que tentavam conter a confusão. Ninguém ficou ferido.

Os seis internos já dominados pela PM. Fotos enviadas por servidores

Os seis internos já dominados pela PM. Fotos enviadas por servidores

Não houve fugas, mas o motim só terminou com a chegada de uma equipe do Batalhão Rádio Policiamento Motorizado (BRPM). Os menores foram contidos para que monitores e agentes pudessem revistar as celas.

Hoje, 89 adolescentes que cometeram crimes estão internados no Cesein cumprindo penas, chamadas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) de “medidas socioeducativas”. O ECA chama os crimes de “atos infracionais”, eufemismos para suavizar.

O juiz Luciano Assis, titular do Juizado da Infância, entrou no Cesein no início da tarde acompanhado de uma equipe para promover audiências de instruções dos processos. É a segunda etapa desses mutirões.

Outros internos contidos pelo BRPM enquanto as revistas ocorriam nas celas

Outros internos contidos pelo BRPM enquanto as revistas ocorriam nas celas

“Já tínhamos um encaminhamento para fazer os mutirões. No primeiro deles 12 adolescentes foram liberados. Colocamos um ponto de internet aqui para agilizar as audiências. Aqui tem mais logística para isso. Se as audiências são em outro lugar precisaríamos de escolta com policiais, educadores, monitores, e no Cesein é possível fazer um número maior de audiências num único dia”, explicou a presidente da Fundação da Criança e do Adolescente, Albanize Colares.

Compartilhamentos