Compartilhamentos

Dezenas de pessoas, entre homens e mulheres, foram detidas na manhã desta sexta-feira, 14, num lugar conhecido como “Beco da Berinjela”, na Área Portuária do município de Santana. O lugar, que é uma vila formada na maioria por barracos de madeira e papelão, ganhou outro apelido mais recentemente: “Beco do Crack”. Todos os detidos são viciados e suspeitos de cometer assaltos e furtos nas redondezas.

A operação foi realizada pela Polícia Civil com apoio da PM. Os policiais cumpriram pelo menos 20 mandados de busca e apreensão. Eles não encontraram drogas nos 20 barracos inspecionados, mas descobriram muitos produtos de furto e roubo, como bombas d’água, aparelhos de som, TVs, celulares, além de objetos usados no consumo de crack, como cachimbos. Também havia muitas armas brancas, como terçados e facões.

policia 3

Alguns objetos de furto e roubo. Fotos: 2ª DP

Alguns objetos de furto e roubo. Fotos: 2ª DP

A suspeita é que parte das mercadorias tenha sido trocada por drogas. “Nos últimos dias recebemos 22 queixas de pessoas que foram assaltadas ou tiveram as casas furtadas. Esse lugar é uma boca de uso, mas também aonde acontece esse escambo criminoso, além de orgias e bebedeira”, comentou a delegada Luiza Maia, da 2ª Delegacia de Polícia.

A pequena delegacia de polícia ficou lotada. Sem espaço para todos os detidos, a maioria ficou sentada no pátio do prédio. Algumas foram presas por desacato, mas o que a polícia quer mesmo é chegar aos fornecedores da droga.

Policial procura droga no forro de uma das casas

Policial procura droga no forro de uma das casas

“Se eles fumam, então compram de alguém. Queremos saber de quem”, justifica Maia. Todos os detidos irão prestar depoimento, num trabalho que deverá entrar pela tarde. Entre tantos suspeitos levados para a delegacia, com certeza só o cachorro que aparece na foto é inocente.

Pelo menos por hoje, os vizinhos do Beco do Crack terão uma boa noite de sono.

Compartilhamentos