Compartilhamentos

Familiares e amigos da professora Zaide Soledade estão na Câmara de Vereadores de Macapá desde a manhã desta quinta-feira, 6, para o velório da educadora que faleceu na quarta-feira, 5, com complicações renais, após 21 dias internada na UTI do Hospital São Camilo. Ela tinha 81 anos e era reconhecida pela lutar por melhores condições na educação amapaense.

Ainda pela manhã, o governo do Estado, prefeitura de Macapá, Câmara de Vereadores, Memorial Amapá e Confraria Tucuju, emitiram notas de pesar pelo falecimento da professora, que era natural do município de Óbidos, no Estado do Pará.

Alex Fabiano conta que sua mãe foi um exemplo em todos os sentidos

Alex Fabiano conta que sua mãe foi um exemplo em todos os sentidos. Fotos: Cassia Lima

“É um momento muito triste, mas estamos sendo muito bem acolhidos pelos amigos dela. Exemplo de mãe e lutadora, ela sempre nos ensinou que o conhecimento é a nossa única riqueza nessa vida. Eu só tenho que agradecer o carinho de todos”, disse emocionado o filho caçula da professora, Alex Fabiano Santos.

Zaide Soledade deixa um legado especial na educação e na cultura do Amapá

Zaide Soledade deixa um legado especial na educação e na cultura do Amapá. Foto: Mariléia Maciel

Zaide foi conselheira de educação e conselheira de cultura durante os anos de 2002 à 2010. Foi dela a ideia de batizar o então Cine Teatro de Macapá com o nome de Teatro das Bacabeiras. Membro do Centro Folclórico do Amapá, ela foi uma das fundadoras da Confraria Tucuju e havia acabado de completar aniversário no dia 31 de julho.

Apaixonada pela educação, Zaide foi estudar Pedagogia para aprender e ensinar melhor. Estudou também Artes Dramáticas, Educação Física, Letras e Artes, entre outros cursos, inclusive na área da saúde. Foi professora de grandes personalidades do Amapá. Também foi  atriz na primeira novela produzida no Amapá, Mãe do Rio, onde fez o papel de benzedeira.

O corpo continua sendo velado na Câmara de Macapá. Já o sepultamento acontece na sexta-feira, 7, às 9h, no cemitério Nossa Senhora da Conceição, no Centro de Macapá.

 

Compartilhamentos