Compartilhamentos

O Ministério da Educação (MEC) decidiu estender aos professores do Amapá a RSC, uma gratificação que antes só era paga aos servidores no Distrito Federal. A isonomia dessa gratificação era uma reivindicação das bancadas dos ex-territórios federais.

“Essa conquista é um desdobramento de uma reunião que aconteceu em agosto e que contou com representantes de todos os envolvidos no caso. Estamos só no primeiro passo”, disse o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), que tem participado da articulação.

A decisão de estender a gratificação foi do Conselho Permanente do Reconhecimento dos Saberes e Competências do MEC e foi tomada numa reunião nesta quarta-feira, 16.

Senador estima que até o fim do ano todos os professores dos ex-territórios estejam recebendo a gratificação. Foto: Arquivo SelesNafes.Com

Senador estima que até o fim do ano todos os professores dos ex-territórios estejam recebendo a gratificação. Foto: Arquivo SelesNafes.Com

Inicialmente foram incluídos 750 professores do Amapá, mas a gratificação se estenderá a outros 1,5 mil até dezembro deste ano, pela estimativa do senador.

RSC é um benefício que reconhece os conhecimentos individuais, as atividades e experiências desenvolvidas pelo do professor ao longo e sua trajetória profissional, por isso o valor final poderá variar de caso para caso, podendo chegar a 20% do valor final do salário.

Não será necessário que os servidores façam opção para receber o benefício, ele será creditado automaticamente aos salários.

Compartilhamentos