Compartilhamentos

O Equinócio da Primavera deste ano não marca apenas a passagem de uma estação para a outra, mas passa a dar outro olhar para os dias de programação do evento. Uma das novidades, será a feira de ciências montada no Monumento Marco Zero, que tem o objetivo de mudar a visão das pessoas sobre o fenômeno.

Para o secretário de Estado da Ciência e Tecnologia, Robério Nobre, o Equinócio não traz somente a beleza de ver o sol posicionado no meio do obelisco ou as programações culturais no Marco Zero, mas vai além disso.

O fenômeno marca o equilíbrio na natureza e a transformação dela. ”É essa a mensagem que queremos passar para as pessoas. O Equinócio está totalmente ligado a nossa vida, a terra se transforma nesse período. Esse fenômeno nos permite entender melhor quando é época de plantar e de colher, por exemplo. Por isso, nosso objetivo este ano não é enfocar as atrações culturais, mas mostrar o que isso representa na vida das pessoas”, comentou Nobre.

Toda a programação será desenvolvida no Monumento Marco Zero

Toda a programação será desenvolvida no Monumento Marco Zero

O secretário diz que a marca que foi criada em torno do Equinócio, e que representa muito bem o Amapá, não foi explorada do ponto de vista comercial ao longo do tempo. Segundo ele, a marca é forte e pode ser muito bem aproveitada quando ela deixar de ser usada apenas para marcar o acontecimento de um evento cultural.

“O Estado precisa de outras fontes de receita, e o nosso plano é fortalecer a marca para gerar lucro”, enfatiza o secretário, ressaltando que na programação deste ano será montada uma Feira de Ciências, que vai mostrar como o fenômeno pode transformar o Amapá num grande polo turístico.

A programação começa na terça-feira, 22, com a abertura da Feira de Ciências, e se estende até o dia 25. O fenômeno poderá ser visto a partir de quarta-feira, 23, às 6h15min.

Compartilhamentos