Compartilhamentos

Equipes da Capitania dos Portos, Corpo de Bombeiros e barcos da região procuram cinco pessoas que desapareceram no naufrágio da balsa Rosa de Maio, ocorrido no fim da noite do último sábado, 12, no Rio Jari. Uma das teses para o acidente é o excesso de carga.

“Eu conversei com um sobrevivente, e por enquanto a tese mais forte é excesso de peso, mas ainda vamos investigar”, comentou o tenente Fabiano Crespo, da Capitania dos Portos.

A balsa partiu de Santana com algumas toneladas de arroz, bebidas e outros mantimentos para abastecer o Distrito de Monte Dourado, no município paraense de Almeirim. Cinco pessoas estão desaparecidas, entre elas o comandante da embarcação, a esposa dele, um tripulante e um adolescente de 13 anos.

A Capitania dos Portos informou que a profundidade no local do acidente pode chegar a mais de 20 metros.  A balsa tinha motor próprio, e está completamente no fundo. Bombeiros do destacamento do município de Vitória do Jari ajudem nas buscas.

“Ainda estamos avaliando a necessidade de utilizar mergulhadores”, informou o tenente.

Compartilhamentos