Compartilhamentos

Entre as cinco pessoas que estão desaparecidas no Rio Jari, no Sul do Amapá, após um naufrágio ocorrido no último sábado, 12, está o comandante da embarcação, Cleomar Figueiredo, de 40 anos. Segundo sobreviventes, no momento do acidente ele estava dentro do camarote com a namorada que também está desaparecida.

Cleomar é paraense, tem quatro filhos, e comandava a balsa Rosa de Maio havia pouco tempo. “No momento da tragédia os sobreviventes dizem que ele correu pra avisar a namorada dele que estava no camarote”, conta a sobrinha de Cleomar, Leandria Nunes.

A família de Cleomar está ajudando nas buscas aos desaparecidos com duas lanchas. Além deles, outros pequenos barcos da região ajudam nos trabalhos comandados pela Capitania dos Portos e Corpo de Bombeiros, que mandou nesta segunda-feira, 14, mais 4 mergulhadores para o local da tragédia. A equipe partiu de Macapá ainda pela manhã.

A balsa adernou com carga na Boca do Rio Jari, a duas horas e meia de Monte Alegre (PA), para onde a embarcação estava levando alimentos e bebidas.

A Marinha corrigiu a informação sobre a profundidade do local onde a balsa adernou: pode ultrapassar os 30 metros.  

Compartilhamentos