Compartilhamentos

Bandas locais vão ganhar visibilidade nacional e até mundial através de vídeos produzidos para canal na internet. As gravações marcam o início das atividades do Festival Quebramar 2016. O Quebramar Sessions  é uma iniciativa do Coletivo Palafita, um dos coletivos culturais mais ativos do Estado. O objetivo do projeto é dar visibilidade às bandas locais além de criar material para abastecer o canal mantido pelo coletivo na internet.

As gravações vão acontecer no auditório do Centro de Cultura, Lazer e Esporte (CEU das artes), na Zona Norte de Macapá. “A gente quer fazer os vídeos mostrando um pouco da historia das bandas. Vamos trabalhar com seis bandas e a cada 15 dias vai rolar um vídeo novo”, contou Otto Ramos, produtor cultural.

Além de criar material para o canal, as bandas terão seus clips apresentados em programas de televisão locais, nos meses que antecedem o Festival Quebramar.

“Mostrar shows com boa qualidade de som e imagem, apresentar novas e interessantes bandas amapaenses para a cena brasileira, tornou-se uma necessidade. É uma forma de exportar a música feita no Amapá”, argumentou Otto.

As gravações vão começar no sábado, 6,  e os primeiros vídeos estarão disponíveis no mês de outubro. O festival acontecerá no mês de março de 2016.

Foto: Divulgação

Compartilhamentos