Compartilhamentos

Policiais civis e rodoviários do Oiapoque, cidade a 590 quilômetros de Macapá, estouraram três pontos de venda de drogas no município nesta sexta-feira, 25, cumprindo mandados de busca e apreensão. Entre as pessoas presas está uma mulher de 53 anos detida pela segunda vez este ano. Ela será a primeira da história do município a ser ouvida na recém-criada audiência de custódia.

Ao todo, seis pessoas foram presas, e um menor apreendido.  A operação ocorreu por volta das 6 horas, depois que a Polícia Civil conseguiu os mandados de busca e apreensão. Pequenas quantidade de drogas foram encontradas nos três locais vasculhados. No total, foram apreendidas 43 pedras de crack, maconha, R$ 1 mil, além de um mostruário de joias.

Das seis pessoas, quatro são da mesma família. Fotos: PC de Oiapoque

Das seis pessoas, quatro são da mesma família. Fotos: PC de Oiapoque

No início o ano, de acordo com o delegado da PC em Oiapoque, Charles Correa,  Conceição Lobato de Almeida, de 53 anos, foi presa junto com uma filha por tráfico.

Desta vez, ela foi presa com outra filha, Larici Lobato de Paula, de 19 anos, o genro, Arinaldo de Macedo Oliveira, de 24 anos, e o neto de 17 anos.  Todos foram enquadrados no crime de tráfico.

Drogas, dinheiro e joias apreendidos

Drogas, dinheiro e joias apreendidos

Neste sábado, 26, por volta das 8h30min, ela será ouvida em audiência pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski. Ele vai ao município depois de ter inaugurado o novo modelo em Macapá nesta sexta-feira.

A partir de agora, suspeitos de cometer crimes serão ouvidos por um juiz que decidirá se o acusado permanecerá preso ou responderá ao processo em liberdade.

Apesar de na foto ela demonstrar profunda vergonha e constrangimento, a Polícia Civil garante que se trata de uma criminosa “contumaz”. 

Compartilhamentos