Compartilhamentos

Foi confirmada a morte do ex-prefeito de Laranjal do Jari, Zeca Madeireiro, de 39 anos, no grave acidente ocorrido no início da tarde desta terça-feira, 6, na Rodovia AP-130, no Distrito de Mazagão Velho. Ele dirigia o próprio carro.

Zeca Madeireiro morreu ainda no local do acidente. Foto cedida

Zeca Madeireiro morreu ainda no local do acidente. Foto cedida

Dentro do veículo estavam a esposa de Zeca Madeireiro, dois filhos do casal, e uma mulher. Os feridos com gravidade estão sendo levados para o Hospital de Emergência de Macapá. O ex-prefeito ficou com as pernas presas nas ferragens e teve ferimentos graves. Ele morreu no local antes de poder ser resgatado.

As últimas informações são de que o carro que ele dirigia teria colidido contra a traseira de um caminhão parado na beira da estrada, mas o Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) ainda não confirmou essa informação.   

Zeca Madeireiro, do PROS, foi eleito prefeito de Laranjal do Jari em 2011, mas permaneceu por poucos meses no cargo em 2012. A juíza da 7ª Zona Eleitoral extinguiu a candidatura dele e de sua vice, em função de um suposto esquema que o teria beneficiado na disputa. A ex-prefeita, Euricélia Cardozo (PP), foi acusada de usar a máquina pública para impulsionar a candidatura de Madeireiro, que na verdade se chamava Manoel José Alves Pereira.

Ele estava recorrendo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que chegou a iniciar o julgamento do processo, mas suspendeu o trâmite em função de um pedido de vistas quando o placar de votos estava empatado. 

Compartilhamentos