Compartilhamentos

Comerciantes estão vendo na chegada do Dia das Crianças, uma maneira de reduzir os impactos da crise. Para isso, as lojas vão abrir no domingo e também na segunda-feira, 12, Dia de Nossa Senhora de Aparecida (Padroeira do Brasil) e Dia das Crianças. Os lojistas se entusiasmaram por que sentiram que o movimento começou a aumentar desde o início da semana, e com isso a expectativa é que as vendas ultrapassem as metas.

Os empresários apostam em promoções e oferecem brindes para os clientes. Tem pipoca, atrações artísticas, algodão doce, tudo para atrair as crianças, e claro, os pais.

Mas como a crise afeta todos os segmentos, alguns pais dizem que esse ano não será possível comprar exatamente o que os filhos querem.

O vendedor

Fábio Douglas procura um presente mais em conta para o filho

“Infelizmente esse ano não vou poder comprar o que meu filho pediu. O presente que ele quer está acima do que eu posso pagar. Vou ver se levo um mais em conta, mas que pareça um pouco com o que ele quer. Com essa crise o jeito é ir conforme a maré”, disse o vendedor Fabio Douglas, 31 anos.

“Nossa expectativa é que as vendas aumentem, mesmo nesse feriado, o que já vem  acontecendo. Nós estamos apostando nas promoções e nas facilidades que os clientes podem ter para pagar suas compras, principalmente usando cartões de crédito e o parcelamento oferecido pelas lojas. Até segunda-feira esperamos bater a meta de vendas”, disse Max Cambraia, supervisor de vendas.

O supervisor de vendas aposta em bater as metas. Fotos: André Silva

O supervisor de vendas aposta em bater as metas. Fotos: André Silva

a Câmara de Dirigentes Lojistas diz que a aposta é nas datas comemorativas para retomar um pouco do fôlego.

Compartilhamentos