Compartilhamentos

Três irmãs que estavam desaparecidas desde a última sexta-feira, 16, na Zona Norte de Macapá, foram encontradas na tarde desta terça-feira, 20, por conselheiros tutelares. Elas passaram os últimos cinco dias em uma casa no Loteamento Açaí, também na Zona Norte, na companhia de mais três homens que foram presos acusados de estupro de vulnerável.

Uma denúncia anônima no domingo levou os conselheiros até a casa da mãe das garotas no Bairro Jardim Felicidade. Uma tem 11 anos e as duas gêmeas 13 anos.

Uma das meninas gêmeas, de 13 anos,  no momento da chegada dos conselheiros e da PM. Fotos: Conselho Tutelar

Uma das meninas gêmeas, de 13 anos, no momento da chegada dos conselheiros e da PM. Fotos: Conselho Tutelar

Hoje à tarde, justo no momento em que um dos conselheiros visitava a mãe pela segunda vez, apareceu um dos suspeitos de bicicleta para entregar uma das meninas.

“Ela informou onde era a casa onde estavam as outras irmãs e fomos até lá com a Polícia Militar e demos o flagrante”, informou o conselho tutelar da Zona Norte, Iran da Silva.

Os três homens, todos maiores de idade, foram levados para a Delegacia de Investigação de Atos Infracionais (Deiai), e as meninas para a Polícia Técnica, onde foram submetidas ao exame de conjunção carnal que deu positivo, incluindo para a menina de 11 anos.

As meninas estavam desaparecidas desde sexta-feira, 16

As meninas estavam desaparecidas desde sexta-feira, 16

Em seguida, elas foram levadas para a Maternidade Mãe Luzia, onde receberam medicamentos contra doenças sexualmente transmissíveis, além de contraceptivos.

Jodielson, Jodelson e Jodielson da Silva Ferreira disseram que são namorados das meninas, incluindo a de 11 anos

Jodielson, Jodelson e Jodielson da Silva Ferreira disseram que são namorados das meninas, incluindo a de 11 anos

Os irmãos Jodielson, Jodelson e Jodielson da Silva Ferreira, disseram que são namorados das meninas, e elas também confirmaram a versão. Apesar disso, o delegado enquadrou os três no crime de estupro de vulnerável, crime tipificado para casos que envolvam menores de 14 anos. Até quinta-feira, 22, eles deverão ser ouvidos por um juiz que irá decidir se eles responderão ao inquérito presos ou em liberdade. 

 

Compartilhamentos