Compartilhamentos

A crise econômica que aflige o país acaba inspirando ideias para novos negócios, e a internet tem se mostrado uma forte aliada. Mulheres de diferentes lugares do Estado se organizam para negociar roupas e acessórios através de um grupo de Whatsapp. No domingo, 4, elas realizaram o primeiro encontro fora da internet, no município de Santana.

A história começou com várias amigas do Facebook que resolveram abrir um grupo de compra e venda que chamaram de “desapega acessórios”. À medida que elas começaram a negociar, outras mulheres foram adicionadas ao grupo, e a rede se formou.

As mulheres não querem apenas vender, mas querem se conhecer também

As mulheres não querem apenas vender, mas querem se conhecer também

Leida Maria, dona de casa, 33 anos, é uma das idealizadoras do bazar. Ela disse que para a realização dos encontros pessoais, uma das meninas vai ceder a sua casa.

“A ideia é que nesses encontros, a gente possa trocar, comprar e vender as roupas e acessórios. Não vendemos apenas roupas usadas. Tem gente que traz roupa e acessórios novos. Além de vender, nós queremos nos conhecer também”, explica Leida.

O próximo encontro vai acontecer no domingo, 11, na Avenida Castelo Branco, 2008, no Bairro Paraíso em Santana.

 

Compartilhamentos