Compartilhamentos

Cerca de 90% dos candidatos amapaenses comparecem no primeiro dia de provas do Enem, o restante chegou atrasado ou nem foi. O incidente maior ocorreu na escola Maria Carmelita do Carmo, no Bairro do Buritizal, Zona Sul de Macapá, onde os alunos tiveram que ser acomodados na quadra por causa de uma pane elétrica.

“Uma sobrecarga causou um curto-circuito que queimou o transformador que alimenta o prédio”, comentou a diretora da escola, Graça Rodrigues.

Estudantes receberam a notícia da pane elétrica quando estavam na fila. Fotos: Cassia Lima

Estudantes receberam a notícia da pane elétrica quando estavam na fila. Fotos: Cassia Lima

Por causa do incidente, os portões foram abertos às 11h20min e improvisadamente cadeiras foram arrumadas na quadra poliesportiva da escola onde a prova foi aplicada. Segundo a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), o problema só poderia ser resolvido no fim da tarde.

Os candidatos que compareceram não gostaram da mudança, mas disseram que o foco é a prova.

“Vai ficar muito quente, mas não podemos deixar de fazer a prova. Trouxe muita água para refrescar. Agora não tem jeito, temos que focar na prova”, enfatizou a estudante, Aleonam Andrade, de 21 anos.

Aleonam:

Aleonam Andrade: trouxe bastante água para refrescar

Mesmo com os problemas, a preocupação do estudante Rafael Lima é preencher corretamente o caderno de respostas nesse primeiro dia.

“Sei que as condições não são as melhores, mas quero responder certinho às questões. No ano passado perdi tempo e hoje estou mais experiente”, disse.

A quadra da escola foi improvisada como uma grande sala de aula

A quadra da escola foi improvisada como uma grande sala de aula

Segundo a direção da escola, no domingo, segundo dia de provas, que inclui a redação, os candidatos já deverão realizar o exame nas salas refrigeradas, e é importante estarem atentos ao horário e documentação necessária.

Compartilhamentos