Compartilhamentos

Um ex-namorado do amapaense John Kennedy Santos Gurjão, de 24 anos, que morreu em um voo para a Europa há duas semanas, disse que ele pretendia fazer faculdade em Rondônia, onde estava morando nos últimos meses.

Ney Santos, de 38 anos, é professor, e mora no município de Calçoene, a 460 quilômetros de Macapá. Os dois chegaram a morar juntos durante 7 anos ainda em Calçoene e as famílias dos dois eram amigas.

“Conheço ele desde que nasceu. Depois que nos separamos ele decidiu morar em Vigia (PA) onde passou a morar e a trabalhar como pescador. Depois foi para Macapá onde arrumou mulher e filho, mas sempre que dava nos encontrávamos”, relata.

Há alguns meses, conta o ex-namorado, John se mudou para Rondônia, mas os dois não perderam o contato. “Me dizia que tinha um namorado lá e que pretendia fazer faculdade, mas não falava em que área”, lembra.

Dedicatória posta no Facebook: "Volto pra ti"

Dedicatória posta no Facebook: “Volto pra ti”

A última vez em que os dois conversaram foi por telefone na quarta-feira anterior à morte do jovem, fato que ocorreu no último dia 18, um domingo. Nessa ligação, o jovem teria dito que ia viajar na sexta-feira, 16, sem informar qual seria o destino.  

O amapaense teve uma overdose depois que uma das 80 cápsulas de cocaína que carregava no estômago estourou durante um voo entre Lisboa (Portugal) e Dublin (Irlanda). As 80 cápsulas tinham 800 gramas da droga.

Em seu perfil no Facebook, o professor postou uma mensagem de saudade. “Juramos viver para sempre, e me lembro quando você me ligou dizendo: Ney, eu vou, mas volto pra ti…”

Compartilhamentos