Compartilhamentos

Uma equipe do Batalhão Ambiental do Amapá descobriu uma verdadeira central de distribuição de carne de animais silvestres, a maioria jacaré, tatu e paca.  O produto estava escondido em um imóvel no Bairro Santa Inês, próximo da orla de Macapá.

A equipe recebeu denúncia anônima e por volta das 10h chegou ao local. Os policiais logo viram que se tratava do mesmo lugar onde haviam realizado outra apreensão este ano. O imóvel é alugado, e desta vez não havia ninguém no momento da operação.

Freezers lotados de carne. Fotos cedidas pelo Batalhão Ambiental

Freezers lotados de carne. Fotos cedidas pelo Batalhão Ambiental

Os policiais se surpreenderam com a quantidade de carne estocada em freezers. A suspeita é que o produto chegava de comunidades ribeirinhas pelo Canal das Pedrinhas e era levado para o imóvel no Santa Inês, de onde era distribuído seguindo encomendas.

Foi uma das maiores apreensões já realizadas pelo Batalhão

Foi uma das maiores apreensões já realizadas pelo Batalhão

Até às 13h30min, o Batalhão Ambiental permanecia no local tentando calcular a quantidade de carne. Uma parte foi levada para o abrigo São José.

O restante será encaminhado para a Polícia Civil. Testemunhas irão prestar depoimento. A legislação prevê pena de 1 a 3 anos de prisão em regime fechado, mas a Justiça costuma transformar a sentença em prestação de serviços ou outras penas alternativas.

Compartilhamentos