Compartilhamentos

A Defensoria Pública da União (DPU) reabriu na segunda-feira, 9, as inscrições do concurso para a carreira técnico-administrativa, que foi suspenso em maio deste ano após o Ministério do Planejamento (MPOG) retirar as vagas que estavam redistribuídas. A DPU ajuizou ação na Justiça contra a medida e o pedido foi deferido. Agora, o concurso segue com a mesma quantidade de vagas previstas na primeira etapa, que são 143.

As inscrições podem ser feitas de 9 a 22 de novembro de 2015 e os candidatos que haviam pago a taxa anteriormente estão com a participação confirmada. O certame é organizado pelo Cespe/Cebraspe e pela própria DPU, com a participação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

São oferecidas as mesmas 143 vagas anunciadas para provimento imediato, além de formação de cadastro, nos cargos de Analista Técnico-Administrativo, Arquivista, Assistente Social, Bibliotecário, Contador, Economista, Psicólogo, Sociólogo, Técnico em Assuntos Educacionais, Técnico em Comunicação Social – Jornalismo e Agente Administrativo.

Inscrições

A taxa de inscrição custa R$ 70 para cargos de nível médio e R$ 100 para nível superior, podendo ser paga até 07 de dezembro. As inscrições podem ser feitas via internet, no sítio da organizadora (http://www.cespe.unb.br/concursos/dpu_15_administrativo).

As provas objetivas têm nova data provável de aplicação dia 24 de janeiro de 2016, pela manhã e tarde (a depender se a vaga é para nível médio ou superior) tendo duração diferenciada, conforme o cargo pretendido.

O edital prevê remuneração entre R$ 3,8 mil e R$ 6,3 mil, para cumprir jornada semanal de 40 horas. Os novos servidores poderão ser lotados em qualquer Estado da Federação, incluindo o Distrito Federal.

O prazo de validade do concurso será de um ano, contado a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado.

Compartilhamentos