Compartilhamentos

Na próxima sexta-feira, 20, em Belém, durante o Encontro de Governadores da Amazônia, o governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), vai defender um pacto pelas crianças e adolescentes da região. Ele apresentará uma carta contendo sete compromissos que na prática pretendem melhorar a proteção da criança, do nascimento à adolescência. 

No último encontro o Amapá foi representado pelo vice, Papaléo Paes

No último encontro o Amapá foi representado pelo vice, Papaléo Paes

O encontro reunirá os governadores do Amapá, Pará, Acre, Rondônia, Roraima, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso e Tocantins, que juntos formam 62% do território nacional. 35% da população desses estados são crianças, metade vivendo abaixo da linha da pobreza. 

Waldez vai defender 7 compromissos

Waldez vai defender 7 compromissos

Uma das metas que o Amapá vai apresentar é a eliminação das mortes evitáveis de crianças menores de um ano, assim como a redução da taxa de mortalidade neonatal, ou seja, para crianças de 0 a 27 dias. 

Outras propostas incluem compromissos nas áreas da educação, saúde pública e segurança. Por exemplo, garantir que crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos tenham acesso a escolas inclusivas e com qualidade; redução das taxas de homicídios, de partos cesarianos e de casos de HIV, além de acesso à rede de proteção judiciária. 

Os governadores também discutirão meios de combater a crise econômica e uma estratégia de participação na 21ª Conferência Mundial do Clima (COP-21). A ministra do Conselho Nacional de Justiça, Nancy Andrighi, também participará das discussões. 

Compartilhamentos