Compartilhamentos

Entre tantos casos de maus tratos a animais, a Delegacia de Meio Ambiente da Polícia Civil de Macapá tem um novo e absurdo caso para investigar. Uma anciã registrou ocorrência policial depois que os sete gatos dela apareceram mortos, provavelmente envenenados. A suspeita recai sobre uma vizinha.

Delegado Sávio Pinto observa os gatos mortos. Fotos cedidas pela Polícia Civil

Delegado Sávio Pinto observa os gatos mortos. Fotos cedidas pela Polícia Civil

O caso ocorreu por volta de meio-dia desta quinta-feira, 12, na Rua 25 de Dezembro, no Bairro Cidade Nova, Zona Leste de Macapá. A anciã, de aproximadamente 65 anos, foi até a Delegacia de Meio Ambiente depois encontrar os animais mortos.

Os gatos estavam muito afetados fisicamente. “Parece que secaram. Vomitaram muito antes de morrer. Foi uma cena chocante”, descreve o delegado Sávio Pinto, que comanda a delegacia.

Uma equipe da Demam foi até o local e recolheu os gatos. Os policiais encontraram também um pedaço de pão no quintal da casa com patê de carne.

Pedaço de pão com substância escura será analisado pela Politec

Pedaço de pão com substância escura será analisado pela Politec

“Nesse patê tem uma substância escura que nós mandamos para análise na Politec”, informou o delegado.

A suspeita é de que a substância seja veneno para rato, o popular chumbinho, adquirido em qualquer estabelecimento comercial sem nenhum tipo de controle que possa identificar quem o compra.

A anciã relatou que suspeita de uma vizinha com quem tem um antigo conflito. A rixa culminou com uma discussão por causa do vazamento de esgoto sanitário da casa da suspeita para o terreno da idosa. Os dejetos produzem um forte odor.

O delegado Sávio Pinto conversou com a suspeita e outras pessoas, e decidiu abrir inquérito para investigar o caso. Os primeiros depoimentos ocorrerão na semana que vem.

Compartilhamentos