Compartilhamentos

DA REDAÇÃO –

O homem assassinado a tiros no fim da tarde desta terça-feira, 24, na Rua do Copala, no Bairro Muca, Zona Sul de Macapá, estava respondendo pelo assassinato da esposa dele, ocorrido na semana passada em um balneário no município de Santana. A Polícia Civil agora acredita em vingança.

A esposa foi morta no último dia 11 de outubro no Bairro Provedor. Raimundo Carvalho da Silva, de 37 anos, escapou do flagrante, mas depois de apresentou com advogado na 1ª DP de Santana e assumiu a autoria do crime, afirmando que se tratou de legítima defesa. Como não havia pedido de prisão preventiva contra ele, Raimundo estava respondendo ao processo em liberdade, mas tinha se mudado para o Muca recentemente.

Raimundo assumiu que matou a esposa, e respondia ao processo em liberdade. Fotos: Jair Zemberg

Raimundo assumiu que matou a esposa, e respondia ao processo em liberdade. Fotos: Jair Zemberg

Nesta terça-feira, por volta das 17h, ele saiu de uma área de pontes na Rua do Copala quando foi surpreendido por dois homens em uma moto que dispararam quatro vezes na direção dele. Dois tiros acertaram Raimundo que morreu ainda no local.

“Trabalhamos com a tese de vingança. Pode ter sido algum parente da esposa, mas ainda é muito cedo pra afirmar. Continuaremos investigando”, comentou Alan Moutinho.

Compartilhamentos