Compartilhamentos

O agente penitenciário Adriano dos Santos Souza foi libertado na semana passada por ordem da Justiça, mas ainda não está realizando trabalhos administrativos no Iapen, conforme decisão judicial. Ele responde à sindicância e poderá ser impedido até de exercer funções burocráticas.

Adriano foi preso no dia 22 de outubro durante a fuga de sete detentos. Ele foi flagrado por outros agentes com facas, celulares, drogas e até jogos de vídeo game que ia entregar aos presos. Ele também tinha R$ 4 mil em dinheiro.

Adriano já prestou depoimento na comissão de sindicância. Foto: Arquivo SelesNafes.Com

Adriano já prestou depoimento na comissão de sindicância. Foto: Arquivo SelesNafes.Com

A defesa dele conseguiu reverter uma decisão do dia 23 de outubro proferida pelo juiz Rogério Funfas que determinava que Adriano ficaria preso até o julgamento.

A nova decisão é para que ele responda ao processo em liberdade realizando trabalhos administrativos no Iapen, mas uma fonte informou que é quase certo o afastamento total mesmo antes do fim da sindicância.

Adriano já prestou depoimento na comissão de sindicância, mas as alegações não foram divulgadas.

Compartilhamentos