Compartilhamentos

No Amapá, historicamente, os atritos políticos costumam enterrar boas tentativas de gerar desenvolvimento. Pelo menos sempre foi assim, até agora. Neste sábado, 7, o governador Waldez Góes (PDT) lançou as obras de pavimentação de dois ramais agrícolas importantes na zona rural de Macapá. Os recursos foram conseguidos pelo senador João Capiberibe (PSB), que foi convidado pelo governador para o lançamento das obras.

As obras vão asfaltar 1,5 quilômetro do CD Rural, a partir da Rodovia JK, e 5,5 quilômetros do polo hortifrutigranjeiro de Fazendinha, criando um cinturão de escoamento de produtos agrícolas.

Ramal do CD Rural será asfaltado: escoamento de produtos. Foto: Seles Nafes

Ramal do CD Rural será asfaltado: escoamento de produtos. Foto: Seles Nafes

Os recursos, cerca de R$ 5,7 milhões, são na maior parte de um projeto chamado Igarapé Sustentável, do senador João Capiberibe (PSB). No total, o projeto inclui R$ 16 milhões com contrapartida do governo do Estado R$ 3 milhões.

Além da pavimentação, o projeto prevê também a construção de fábricas de beneficiamento de pescado, camarão e produção de polpas de frutas. Também será construído um trapiche para embarque e desembarque dos produtos.

Waldez Góes: diferenças colocadas de lado

Waldez Góes: diferenças colocadas de lado. Foto: Ascom GEA

No caso da pavimentação, a obra começa imediatamente com previsão de durar 90 dias, se as chuvas não atrasarem muito o andamento dos trabalhos que serão executados pela Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinf).

Waldez e Capiberibe, como é notório, vem protagonizando os principais embates políticos do Amapá há quase duas décadas, mas em nome de algo maior,  povo (e isso é raro), deram uma “trégua”.

Neste sábado os dois dividiram a mesma foto e discursaram no mesmo tom.

“Os escolhidos têm que trabalhar em nome do povo. Guardam suas diferenças, mas se unem em prol das necessidades da população. Este é um exemplo de sabedoria e grandeza que me é responsável como governador eleito”, disse Góes.

A cerimônia de lançamento reuniu também outros representantes de grupos políticos rivais, como o deputado federal Roberto Góes (PDT), e o senador Davi Alcolumbre (DEM). 

Compartilhamentos