Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA – Funcionários terceirizados que prestam serviços de conservação e limpeza no prédio da Secretaria de Saúde do Amapá (Sesa) e na rede hospitalar deflagraram greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira, 9. Eles fizeram um ato público em frente a secretaria para cobrar esclarecimentos sobre os pagamentos em atraso para a empresa. 

Sindicalista Júnior Leitão: Um joga para o outro

Sindicalista Júnior Leitão: Um joga para o outro

São 57 funcionários são da empresa Bernacon. De acordo com o Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação, eles já  enviaram documento solicitando posição do secretário adjunto de Saúde (Antônio Teles), mas não obtiveram resposta.

“A empresa diz que não tem dinheiro pra pagar os funcionários por que não recebeu do governo. É assim que está. Um joga a responsabilidade pra cima do outro. Enquanto isso o trabalhador passa por necessidades com a família”, criticou o presidente do sindicato, Júnior Leitão.

Apesar da solicitação do site SelesNafes.Com, a Secretaria de Saúde ainda não se posicionou sobre o assunto.

Compartilhamentos