Compartilhamentos

Professores e técnicos em educação da rede estadual lotados em outras secretarias e órgãos do governo, entraram em greve por tempo indeterminado. Eles fizeram manifestação na manhã desta terça-feira, 3, na Secretaria Estadual de Educação (Seed). São mais de 600 profissionais que não recebem a regência de classe. Eles reivindicam uma gratificação de 15% sobre os salários.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos em Educação do Amapá (Sinsepap), Aroldo Rabelo, o governo do Estado não apresentou uma proposta de gratificação como foi apresentado para os demais profissionais. Segundo ele, esses servidores desenvolvem trabalhos voltados para a educação dentro dos órgãos onde estão lotados.

?????????????

Aroldo Rabelo: esses profissionais também trabalham para a educação

“A secretaria não dispõe um quadro de pessoal próprio para desenvolver as atividades que esses profissionais exercem. O Estado deve reconhecê-los como sendo parte do processo educacional, porque eles atuam em projetos voltados para educação, como é o caso da Secretaria do Estado de Desporto e Lazer (Sedel). Eles trabalham com os alunos nos ginásios e piscinas, além de museus com projetos voltados para as escolas. Então todos eles atuam na educação”, explicou o Aroldo.

A Seed informou que estava trabalhando com orçamento de 2014, e nele não constava o aumento para esses servidores, mas o governo fez um esforço e restabeleceu a gratificação da regência de classe que contemplou mais de 80% dos profissionais. A gratificação de regência de classe é destinada a profissionais que atuam em ambiente escolar, como nas escolas e em alguns setores que trabalham com educação continuada.

Os servidores estão acampados  dentro da Secretaria de Educação. Fotos: André Silva

Os servidores estão acampados dentro da Secretaria de Educação. Fotos: André Silva

“Os demais profissionais não foram contemplados devido a gratificação ser restrita a esses casos, mas os técnicos da Seed fizeram um estudo para contemplar os colegas que ficaram de fora. O estudo já foi encaminhado para a Secretaria de Administração (Sead) há quase duas semanas e estamos aguardando uma resposta. Quando nós recebermos uma resposta encaminharemos para o sindicato”, disse o secretário adjunto de Gestão Educacional, Diego Campos.

?????????????

Diego Campos: a regência de classe é restrita aos profissionais que atuam em ambiente escolar

Segundo Campos, a Seed criou nessa proposta outro tipo de gratificação para atender esses profissionais. Ele não deu uma previsão de quando terá uma resposta definitiva sobre o caso. Enquanto isso, os profissionais estão acampados no prédio da secretaria.

 

Compartilhamentos