Compartilhamentos

DA REDAÇÃO   –

A Expofeira do Amapá em 2015 ainda não acabou. Pelo menos não para um grupo de atletas de MMA. Os lutadores que se apresentaram durante a feira ainda não receberam seus cachês.

O mega evento foi realizado no dia 4 de outubro e ocupou o centro da arena de rodeios do Parque de Exposições da Fazendinha numa das noites de maior público da Expofeira, realizada entre os dias 30 de setembro e 8 de outubro.

Além do desempenho de mais de 48 atletas do Amapá e do Pará (a maioria de projetos sociais), a noite de lutas contou uma gigantesca estrutura de luzes e som. O público gostou, mas os atletas não.

Exibição atraiu um grande número de espectadores. Foto: Divulgação

Exibição atraiu um grande número de espectadores. Foto: Divulgação

Representantes de cinco deles procuraram o site para reclamar do atraso no pagamento por parte da organização do evento.

Procurador pelo Site SelesNafes.Com, o chefe-adjunto do Gabinete Civil do governo, Carlos Marques, responsável pela negociação com artistas e em alguns contratos de atrações de Expofeira, admitiu problemas para fazer os pagamentos.

Marques informou na semana passada que uma parte do pagamento à empresa que contratou os atletas estava prevista para a última sexta-feira, 18, mas o pagamento acabou não sendo efetuado.

O empresário que contratou os atletas, Gabriel Ferraz (no centro da foto de capa), também foi procurado pelo Site.

“Ainda estamos aguardando um posicionamento do governo, mas por enquanto não nos foi repassada nenhuma previsão”, comentou ele. 

Compartilhamentos