Compartilhamentos

SELES NAFES –

Uma operação do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) neste sábado, 12, terminou na morte de Tiago Sandro Barbosa Vasconcelos, de 19 anos, o Baratinha. O criminoso é apontado como autor de dezenas de crimes, principalmente assaltos. O Conselho de Segurança do Congós tinha apontado o nome dele como um dos criminosos que mais atormentavam a população da Zona Sul de Macapá.  

Por volta das 14, o BRPM foi até uma área de pontes no fim da Avenida Diógenes Silva, no Bairro do Buritizal, depois de receber a informação de que havia um elemento intimidando os moradores com uma arma de fogo.

Duas equipes foram até o local e encontraram Baratinha exibindo um revólver calibre 38. Segundo o BRPM, os policiais deram voz de prisão, mas Baratinha decidiu abrir fogo contra a guarnição. Foram dois disparos. Os policiais reagiram e atingiram o criminoso cinco vezes. Ele ainda foi levado para o Hospital de Emergência de Macapá aonde já chegou morto.

Baratinha tinha pelo menos 10 passagens pela polícia. Foto cedida pelo BRPM

Baratinha tinha pelo menos 10 passagens pela polícia. Foto cedida pelo BRPM

Baratinha tinha uma extensa ficha policial desde os tempos em que era menor. Sempre muito violento, ele chegou a tentar assassinar um monitor quando cumpria pena socioeducativa no Cesein.

Ele sempre agia na Zona Sul. Na semana passada, Baratinha participou do assalto a uma amassadeira de açaí na 23ª Avenida do Congós de onde levou cerca de R$ 3,5 mil. Dias depois estava num grupo que fez um arrastão em um ônibus também no Congós.

Baratinha tinha mais de 10 passagens pela polícia, a maioria por assaltos e furtos. Numa das prisões ele conseguiu fugir de dentro de uma viatura da Politec.

Recentemente ele teve a prisão decretada pela Justiça por assalto. Numa recentemente reunião do Conselho de Segurança do Congós com autoridades policiais o nome de Baratinha foi citado como o mais temido por moradores e comerciantes do Congós.

Compartilhamentos