Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA – 

Moradores do município de Tartarugalzinho, distante 230 km de Macapá, prometem fechar a BR-156 na próxima segunda-feira, 7, em protesto contra a falta de segurança que assola a cidade. Eles reclamam que assaltos e roubos estão cada vez mais comuns, e o posto policial da cidade não possui infraestrutura mínima para atender a demanda.

De acordo com a moradora do município, Edicláudia Moraes, a população quer pedir mais policiamento, já que a violência passou dos limites. Escolas do município e do Estado programaram junto com a população uma caminhada com o Tema: Unidos Pela Paz.

“A população anda em pânico. É assalto à mão armada, roubo em residências, mortes, trafico de drogas e agressões. Nós, cidadãos de bem, estamos amedrontados e já temos medo de sair de casa até durante o dia”, relatou a Edicláudia.

A BR-156 passa por dentro da cidade de Tartarugalzinho. Fotos:

A BR-156 passa por dentro da cidade de Tartarugalzinho. Fotos: Maria Cruz

De acordo com a professora Maria Cruz, o principal problema do município, é que população cresceu e o quantitativo de policiais não consegue atender tantas ocorrências. Além, é claro, da precária falta de iluminação pública que facilita a marginalidade.

“Nosso único objetivo é tentar levar ao conhecimento do governador a situação do município. Que através desse pedido de socorro sejam atendidos os anseios da população, e que possamos nós sentir seguros dentro da nossa própria casa”, destacou a educadora, que irá participar da caminhada. Ela já foi assaltada três vezes no período de seis meses que mora em Tartarugalzinho.

Compartilhamentos